08 agosto 2014

Resenha: O Menino do Pijama Listrado


Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz ideia que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e a mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e para além dela centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.
No livro, conhecemos Bruno, um garoto de apenas 9 anos, que mora em Berlim, com sua mãe, seu pai e sua irmã Gretel. Bruno não gosta tanto de Gretel, pois ela adora implicar com o irmão.
O pai de Bruno é comandante e por isso ele e a família terá que se mudar, sendo obrigados à deixar sua casa em Berlim, deixando seus amigos e seus avós para trás, ficando bem triste.
Quando chegou em sua nova casa em Haja Vista, Bruno ficou muito desanimado, o lugar era horrível para ele e ele queria muito voltar para sua casa em Berlim. Da janela do quarto da sua nova casa, Bruno ver uma cerca com várias pessoas de pijamas listrados, com muita curiosidade, ele resolve ir até lá. E é aí que sua aventura começa, lá Bruno encontra um menino de pijama listrado todos os dias, só que esse menino não pode sair daquela cerca. O nome do garoto e melhor amigo de Bruno é Samuel.
O autor aborda muito o tema da 2° Guerra Mundial, o que chamou minha atenção, aborda também toda a discriminação contra judeus.
O livro passa uma mensagem reflexiva da "Verdadeira Amizade" e que devemos amar as pessoas, independente de qualquer coisa.

Acho que todos devem conhecer essa história, eu me emocionei muito. E super recomendo o livro.
Beijoos <3 

10 comentários:

  1. Oi Beatriz, realmente é muito lindo esse livro.
    Ja faz um tempinho que eu li ele, to querendo ler novamente, sua resenha ficou muito boa, abraços. ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, ele é muito bom mesmo. Obrigada, beijos :)

      Excluir
  2. Olá, Beatriz.

    Eu assisti apenas ao filme e ele me emocionou bastante, não tem como essa história não atingir o leitor com o toque de realidade e o sentimento em meio à uma guerra devastadora. O autor fez muito bem retratando o holocausto pelos olhos de uma criança, mesmo com o final trágico que a história tem. Dou os parabéns de pé, e estou entusiasmado para ler esse livro.

    Um grande abraço,
    MiL Rios||

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, muito obrigada por vir até meu blog. E leia o livro, ainda não assistir o filme, mas quero, rs.
      Abraços.

      Excluir
  3. Eu não li o livro, mas vi o filme, muito bom!
    Gostaria de comunicar que seu blog foi indicado na minha Tag literaria:
    http://territorio6.blogspot.com.br/2014/08/tag-literaria.html

    ResponderExcluir
  4. Eu sou louca por ler esse livro
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu li ele de ontem pra hoje muito bom o livro recomendo

    Um beijo, te espero no blog
    Blog livros com café SUPER SORTEIO

    ResponderExcluir

Olá, fique à vontade para comentar no blog. Deixe o link do seu blog também, que visitarei ele assim que ver seu comentário. Obrigada pela visita ♥



© Jovens Leitores - 2015. Todos os direitos reservados | Criado por: Irisvanda Bento Vieira .